Seguindo a tendência dos últimos meses de saída da crise, o Brasil registrou nova alta no saldo de vagas formais de emprego em setembro. E a metalurgia aparece como um dos setores responsáveis por esse crescimento. Esta foi a sexta elevação mensal consecutiva na criação de postos de trabalho e a sétima em 2017.

De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho (MTb), o crescimento final durante o mês de setembro foi de 34.392 postos de trabalho, aumento de 0,1% em relação ao mês anterior. O setor industrial foi o maior responsável pelos bons números, com um saldo positivo de 25.684 postos – e a metalurgia auxiliou nesta estatística com resultado de +1.666 vagas.

Dez dos 12 subsetores da Indústria apresentaram crescimento no período. “O otimismo da indústria já se traduz em números na produção e na geração de empregos do setor, e esse resultado também está chegando a outras áreas da economia”, explicou o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira.

Outras áreas como o Comércio (+15.040 empregos), os Serviços (+3.743) e a Construção Civil (+380 postos) também fecharam o mês no azul. De acordo com os números do Caged, metade dos oito setores de atividade econômica apresentaram crescimento no nível de emprego. “Os números confirmam, mais uma vez, o processo de recuperação gradual do mercado de trabalho, como reflexo da retomada do crescimento da economia do país”, completou o ministro.